Os motivos para o início das práticas de Yoga variam de pessoa para pessoa.
Temos aqueles que anseiam pela espiritualidade, pela saúde como também por um melhor condicionamento físico.
O mais belo é que o Yoga traz consigo todos esses aspectos em sua origem – é o despertar da consciência física, mental e espiritual. 

As práticas em sua essência desenvolvem os asanas, o pranayamadhyana.

•  Os asanas são as posturas que proporcionam a flexibilidade, o equilíbrio e melhoram a saúde, removendo as doenças do corpo físico, emocional e energético. Tem sua origem do sânscrito {sentar}, referindo-se a posição do corpo em relação a Terra como também a divindade que encontra-se dentro de cada ser.

•  O pranayama, do sânscrito prana {energia vital} e ayama {controle}, é o controle da respiração. Acredita-se que o segredo de uma mente em harmonia está vinculado a um respiração controlada e consciente.

•  Dhyana é o termo que engloba o estado de contemplação e meditação que começa a florescer no indivíduo assim que o mesmo se aprofunda no belo e intenso mundo do Yoga.

Dentro da sua filosofia, existem uma série de tipos de Yoga. Entre as abordagens mais conhecidas temos: o Hatha Yoga, Kundaliní Yoga, Ashtanga Vinyasa Yoga e Iyengar Yoga. Cada um tem si alguns aspectos diferentes na prática mas em essência unificam-se na tradição que caminha na harmonia do corpo, da alma e do Todo.

Falaremos brevemente sobre cada abordagem abaixo:
Hatha Yoga: do sânscrito “ha” – Sol e “tha” – Lua, este método tem como objetivo a união dos pares opostos, como o sol (representação do positivo) e a lua (representação do negativo) e trazer assim, o equilíbrio entre corpo e espírito.
A prática é caracterizada por movimentos lentos e com grande tempo de permanência entre os asanas.
Ashtanga Vinyasa Yoga: esta prática visa primeiramente o controle e o conhecimento físico, para assim atingir-se o corpo sutil e a espiritualidade. A meditação acontece durante os movimentos contínuos e coordenados que criam um fluxo entre os asanas, trabalhando em uma sequência que alinha o corpo, a respiração e a mente.
O Vinyasa se caracteriza pelo termo flow: fluidez, segurança e força.
Kundaliní Yoga: o objetivo dessa abordagem traz o despertar da consciência a partir dos asanas, do pranayama, da recitação de mantras e dos bandhas {contrações de áreas específicas do corpo}.
Kundaliní também é conhecida como “o fogo serpentino”, é o grande magnetismo e as manifestações vitais que se dão a partir do despertar cósmico, atravessam as sete rodas de energia do corpo físico, do sânscrito, chakras: Muladhara, Swadhisthana, Manipura, Anahata, Vishuddha, Ajna e Sahashara.

chakras

Iyengar Yoga: o estilo tem como foco praticantes que apresentam idades avançadas ou dificuldades físicas, utilizando acessórios que auxiliam no melhor desempenho postural e no alinhamento.
O Iyengar é um método direcionado para os obstáculos pessoais de cada praticante.

Por mais detalhado e profundo que seja o Universo do Yoga, todos os métodos tem como base a mesma essência, a sua natureza singular.
Permita-se a explorar suas vertentes e descubra qual se encaixa mais com o seu corpo e sua personalidade!

                                                                                           Naturo Barigui.